lipoescultura

A lipoescultura nada mais é que a combinação das técnicas de lipoaspiração com as de lipoenxertia. Através da primeira técnica, retiramos gordura de áreas corporais específicas e a armazenamos em recipientes adequados. A seguir preparamos essa gordura, tornando-a mais “pura".  A lipoenxertia usa essa gordura preparada para "esculpir" o corpo, de modo a preencher, aumentar e remodelar as estruturas flácidas, depressões ou áreas com pouco tecido adiposo.

Se você está incomodado com o excesso de acúmulo de gordura localizado em seu corpo e ao mesmo tempo observa áreas com falta de gordura, causando desproporção e desarmonia física e não vê resultados positivos com dieta ou prática de exercício físico, a lipoescultura pode ser o procedimento mais indicado para você.

É possível enxertar a gordura lipoaspirada e preparada em diferentes regiões do corpo, sendo que as áreas de maior procura por aplicação de gordura são glúteos, face, mãos e mamas.

A lipoaspiração é realizada através de pequenas incisões, imperceptíveis. Primeiramente, solução líquida estéril é infundida para reduzir o sangramento e o trauma. Em seguida, uma cânula é inserida através destas incisões para soltar o excesso de gordura, utilizando um controlado movimento de vaivém. A gordura deslocada é, então, aspirada para fora do corpo, utilizando um aspirador cirúrgico ou seringa ligada à cânula e armazenada em recipientes próprios. A seguir essa gordura é decantada ou centrifugada e lavada, tornando-se livre de impurezas como sangue ou anestésicos. Utilizamos cânulas semelhantes as usadas para realizar a lipoaspiração para introduzir a gordura preparada nas áreas previamente definidas, modificando sua forma.

Malha de compressão ou bandagens elásticas são colocadas nas áreas tratadas na finalização do procedimento, pois ajudam a controlar o inchaço e a comprimir e reposicionar os tecidos descolados para o lugar onde devem permanecer. 

Assim como qualquer procedimento cirúrgico, a lipoescultura também está sujeita a eventuais complicações, apesar de infrequentes. As complicações são semelhantes às da lipoaspiração. Podemos ter potencialmente também irregularidades, hipercorreção ou hipocorreção do problema de base e a reabsorção do enxerto gorduroso, que pode ocorrer em até 40% do volume enxertado.

O inchaço causado pela cirurgia desapareçe após alguns meses. Quando o inchaço acabar, o novo contorno corporal será visível. Seguir algumas recomendações fará com que você mantenha os resultados obtidos inicialmente com a lipoescultura, ou seja, é preciso manter o peso adequado e adotar um estilo de vida saudável.

 

FONTE PRINCIPAL: http://www2.cirurgiaplastica.org.br/cirurgias-e-procedimentos/lipoaspiracao/