ptosemamaria

A ptose mamária caracteriza-se pela flacidez das mamas devidos ao excesso de pele, em comparação com o volume do parênquima mamário, ou seja, ocorre uma desproporção entre o conteúdo (tecido mamário) e o continente (pele).

Comumente referida como cirurgia de lifting da mama, a mastopexia reposiciona a aréola e o tecido mamário e remove o excesso de pele necessário para compor o novo contorno da mama.

Os seios da mulher muitas vezes mudam com o tempo, perdendo sua forma jovem e firmeza. Estas alterações e perda da elasticidade da pele podem ocorrer devido a: gravidez, amamentação, oscilações de peso, envelhecimento, gravidade e hereditariedade. O procedimento pode ter um caráter rejuvenescedor, já que o perfil conseguido no pós-operatório é o de uma mama jovem e firme.

A cirurgia não altera, significativamente, o tamanho dos seios. Se você quiser ter mamas também mais volumosas, considere a cirurgia de aumento com a ultilização de prótese de silicone associada a mastopexia. Se desejar seios menores, considere a combinação de elevação da mama com a cirurgia de redução.

Caso você estiver planejando ter filhos, deve saber que a pele da mama pode estirar, podendo perder os resultados da mastopexia realizada e que podem ocorrer também dificuldades na amamentação.

A mastopexia pode ser realizada através de uma variedade de técnicas. A mais adequada para você será determinada com base no tamanho e forma da sua mama, no tamanho e posição de suas aréolas, no grau de flacidez da mama, na qualidade e elasticidade da pele e na quantidade de excesso de pele.

As opções anestésicas para a realização do procedimento são a anestesia geral, bloqueio intercostal ou anestesia local associada a sedação intravenosa. Seu médico irá recomendar a melhor opção para você.

Há quatro padrões comuns de incisão: periareolar, periareolar associada a incisão vertical, em L ou em T invertido.

Após as incisões, o tecido mamário subjacente é remodelado para melhorar a firmeza e o contorno da mama, o mamilo e a aréola são reposicionados e a pele em excesso é removida para compensar a perda de elasticidade.

As complicações neste procedimento são pequenas. Quando ocorrem podemos destacar as cicatrizes desfavoráveis, sangramento, hematoma, infecção, má cicatrização, alterações de sensibilidade do mamilo ou da mama, irregularidades, inchaço prolongado, assimetrias , necroses teciduais,  acúmulo de líquido (seroma), dor e possibilidade de novo procedimento cirúrgico (retoque).

O resultado final de sua mama aparecerá ao longo dos meses, com a forma e a posição da mama mais agradáveis. Com o tempo, seus seios podem continuar a mudar devido ao envelhecimento e à gravidade. Os resultados permanecerão mais tempo se você mantiver o peso e um estilo de vida saudável.

  

FONTE PRINCIPAL: http://www2.cirurgiaplastica.org.br/cirurgias-e-procedimentos/mama/mastopexia/