traumatismofacial

O traumatismo facial é muito prevalente no nosso meio. A principal causa atualmente são os acidentes de veículos automotores, a violência física interpessoal, as quedas, as lesões esportivas, entre outras. A gravidade da lesão está diretamente associada com o mecanismo de trauma e a violência do impacto envolvida no evento.

A avaliação inicial do paciente deve seguir o atendimento padrão dos pacientes politraumatizados conforme preconizado pelo ATLS. Após descartar lesões associadas que necessitem de atendimento prioritário, partimos para a avaliação do trauma de face. Buscamos dados do mecanismo de trauma envolvido, sinais e sintomas do paciente, como dor, alterações de sensibilidade na face, ferimentos, alterações da visão, dificuldade na respiração, perdas dentárias, dificuldade em movimentar a boca, deformidades, sangramento.

As fraturas de face podem envolver os ossos nasais, a maxila, a mandíbula, a órbita, o zigoma, entre outras. Muitas vezes mais de uma região está comprometida ao mesmo tempo no trauma, caracterizando fraturas complexas da face.

Quando há dúvidas a respeito das fraturas ou quando desejamos caracterizá-las melhor, recursos como a radiografias e a topografia computadorizada da face são utilizados para o diagnóstico.

O principal objetivo no tratamento das fraturas faciais é obter o alinhamento dos segmentos ósseos que necessitam ser mantidos em posição e a imobilização dos mesmos até atingir a estabilização e a cicatrização. O tempo de tratamento depende da idade do paciente e, sobretudo, da gravidade de sua fratura.

O alinhamento das fraturas pode ser feito de forma cruenta (aberta) ou incruenta (fechada). A  imobilização dos fragmentos fraturados, quando utilizamos a via aberta, é feita preferencialmente hoje com a utilização de placas e parafusos de titânio.

Os resultados do tratamento cirúrgico dos traumas de face são bons, mas eventualmente, mesmo obedecendo a todos os preceitos reconstrutivos, sequelas tardias podem aparecer e necessitar de tratamentos adicionais posteriormente.